Solidão

sábado, 21 de julho de 2012.


O Silêncio Das Estrelas
Solidão, o silêncio das estrelas, a ilusão
Eu pensei que tinha o mundo em minhas mãos
Como um deus e amanheço mortal
E assim, repetindo os mesmos erros, dói em mim
Ver que toda essa procura não tem fim
E o que é que eu procuro afinal?
Um sinal, uma porta pro infinito, o irreal
O que não pode ser dito, afinal
Ser um homem em busca de mais, de mais...
Afinal, como estrelas que brilham em paz, em paz...
Solidão, o silêncio das estrelas, a ilusão
Eu pensei que tinha o mundo em minhas mãos
Como um deus e amanheço mortal
Um sinal, uma porta pro infinito, o irreal
O que não pode ser dito, afinal
Ser um homem em busca de mais...


2 Comentários:

Poesias Partidas disse...

PAssei para deixar-te uma terno abraço. Venha me ler no blog, tenho um poema sobre amizade que é também para você.

Abraços.

Marcos

Leandro Ruiz disse...

Boa noite, passando para visitar, e...

*************************


... depois de 14371 visualizações
389 comentários
52 postagens
69 seguidores
+/- 40 visualizações diárias
É chegada a hora da mudança.
À partir de hoje o Luz Divina e o Eu e o tempo é um só.
Ficando a experiência, dedicação e muita aprendizagem.

Aguardo a sua presença, e se possível, ser um seguidor também do EU E O TEMPO.
Muito obrigado!

Grato;
Leandro Ruiz
http://eu-e-o-tempo.blogspot.pt/

Cursores ^^

GIRLSPT.COM - Cursores Animados
 
々 A Dangerous Mind 々 © Copyright 2010 | Template By Mundo Blogger |