9

Por tanto tempo

quinta-feira, 2 de agosto de 2012.


Por tanto tempo te esperei
Que o amor desistiu de mim
Já não via o por que de ser feliz
Se você estivesse longe de mim

Por quanto tempo haverei de esperar?...
 Que por mim se decida. Em fim.
Mesmo sabendo que devo te deixar
Do amor, sou escrava! E sempre irei te amar.

Mas por quanto tempo hei de alongar a saudade?
Por quanto tempo irei ver meus sonhos envenenados pela ilusão?

Oh, não! Sei que já peço-te muito.

Por isso, suma para que eu nunca mais o encontre
E leve consigo o meu ingrato coração!

Leia Mais...
0

Victim

quarta-feira, 1 de agosto de 2012.
 Avenged Sevenfold




Casa cheia de rosas


Uma carta nas escadas


Uma fita cheia de mensagens


Para aqueles que se importam


Colagem de palavras quebradas


E histórias cheias de lágrimas


Lembrando a sua vida


Porque nós gostaríamos que você estivesse aqui






Nada é mais difícil


Do que acordar sozinho


Perceber que não está tudo bem


É o fim de tudo o que conhece


O tempo continua passando


Mas parece que ainda congelado nele


As cicatrizes são deixadas para trás


Mas algumas são profundas demais para sentir






E alguns dizem que isso não pode ser real


E eu perdi o meu poder de sentir, hoje à noite


Nós todos somos apenas vítimas de um crime






Quando tudo se for e não puder ser recuperado


Parece que não conseguiremos abrigar a dor dentro


Nós todos somos apenas vítimas de um crime






Alguns dias você vai me encontrar


No lugar que eu gosto de ir


Faço perguntas para mim mesmo


Sobre as coisas que eu nunca saberei


O que restou para encontrar


Porque eu preciso de um pouco mais


Eu preciso de um tempo


Podemos igualar a pontuação?






E alguns dizem que isso não pode ser real


E eu perdi o meu poder de sentir, hoje à noite


Nós todos somos apenas vítimas de um crime






Quando tudo se for e não puder ser recuperado


Parece que não conseguiremos abrigar a dor dentro


Nós todos somos apenas vítimas de um crime






E nada dura para sempre


Para todos os dias bons, é verdade


Eu preferia trocar tudo


Para salvar você de alguma forma


E deve ter sido a temporada


Que nos tirou do caminho


Um dia eu estava tão imponente


Agora estou à procura de um sinal






Então, não preciso da sua salvação


Com promessas e bondade


E toda aquela especulação


Guarde-a para uma outra vez






Porque nós precisamos de um motivo


Um motivo apenas para ficar


Alguns simplesmente não ligam


De ficar por aqui mais um dia






E alguns dizem que isso não pode ser real


E eu perdi o meu poder de sentir, hoje à noite


Nós todos somos apenas vítimas de um crime






Quando tudo se for e não puder ser recuperado


Parece que não conseguiremos abrigar a dor dentro


Nós todos somos apenas vítimas de um crime






Vítimas de um crime


Vivendo com esse crime






Estou sentindo falta de você (4x
Leia Mais...
2

Solidão

sábado, 21 de julho de 2012.


O Silêncio Das Estrelas
Solidão, o silêncio das estrelas, a ilusão
Eu pensei que tinha o mundo em minhas mãos
Como um deus e amanheço mortal
E assim, repetindo os mesmos erros, dói em mim
Ver que toda essa procura não tem fim
E o que é que eu procuro afinal?
Um sinal, uma porta pro infinito, o irreal
O que não pode ser dito, afinal
Ser um homem em busca de mais, de mais...
Afinal, como estrelas que brilham em paz, em paz...
Solidão, o silêncio das estrelas, a ilusão
Eu pensei que tinha o mundo em minhas mãos
Como um deus e amanheço mortal
Um sinal, uma porta pro infinito, o irreal
O que não pode ser dito, afinal
Ser um homem em busca de mais...


Leia Mais...
3

Deusa Isthar

sexta-feira, 29 de junho de 2012.
Conhecida como Deusa  Isthar, está divindade que representava a fertilidade, suas histórias se baseiam-se das histórias de Inanna da Suméria, mas seu culto floresceu na Babilônia dos Assírios, quando Ishtar era a principal divindade, e se expandiu por quase toda a Ásia. Ishtar era importante como uma Deusa mãe, Deusa da terra, Deusa do amor e da guerra. Nas antigas religiões do oriente médio, e posteriormente na Grécia, Roma, e no oeste da Ásia, Ishtar é a deusa mãe, o grande símbolo da fertilidade da terra. Ela é adorada sob vários nomes como vimos anteriormente.

 A Deusa Isthar governa os ciclos da lua, meses do ano e ainda a fertilidade da terra, sendo assim tudo o que nasce é considerado como sua cria. Seu filho Tamuz era considerado a vegetação de toda a terra. O mito diz que ao crescer e obter virilidade ele se torna seu amante, entretanto, ano após ano, ela o condena à morte. Na época do Solstício de Verão, ele morre e vai para o submundo. Para logo depois simbolicamente ressurgir para mais um ciclo de morte e renascimento, salvo pela descida dela ao submundo restaurarando a vida de Tammuz. O mito da descida ao submundo representa a época do ano quando os suprimentos de comida estão em seu ponto mais crítico, no final do inverno. A sua morte representa o término da comida que havia sido guardada, e a sua ressurreição representa a nova colheita.

Isthar é a personificação da força da natureza que tanto dá quanto tira a vida. É a Deusa da fertilida de que doa o poder de reprodução e crescimento aos campos e para todos os animais, inclusive para nós seres humanos. Tornou-se Deusa do amor sexual (por ser uma Deusa da fertilidade), protetora das prostitutas e do parto. Ela é a própria lua, rainha das estrelas e do céu. Como a figura de Mãe terrível, deusa das tempestades e da guerra, era também a provedora de sonhos e presságios, da revelação e compreensão das coisas que estão escondidas, além de Deusa da magia.

A fertilidade dos campos, e o mistério que envolve as colheitas anuais, se reflete no ritual, onde a fertilidade feminina é adorada. A fertilidade é um mistério, e então as mulheres passam a representar o papel de portadoras deste mistério. Uma das conseqüências destas adoração da fertilidade como mistério é a adoção de rituais ligados ao sexo. Heródoto descreve, sobre as práticas da prostituição sagrada na antiga Babilônia, a fertilidade é um mistério e ao mesmo tempo uma obrigação "O costume babilônico mais sujo é o que compele toda mulher da terra, ao menos uma vez na sua vida, se sentar no templo de Mylitta e ter relações com algum estranho." (Mylitta era o nome Assírio para Afrodite). Mas a intenção desses ritos não era "suja" e sim religiosa, não só escravas eram compelidas a deitar-se com homens desconhecidos mas também as filhas dos mais nobres, e quando recebiam dinheiro este era considerado sagrado e nehuma mulher o recusava, não era um suborno e sim uma troca sagrada em nome da Deusa.
As mulheres eram o intermédio entre a divindade e a humanidade, e era costume que moças servissem de prostitutas sagradas por longos períodos e depois fossem dadas ao casamento e ao contrário do que se pensa ninguém as desdenhava.
Por dois dias, ao final do mês de maio, os romanos celebravam a Festa da Rainha do Submundo, uma celebração em honra as deusas do submundo Hécate, Cibele e Ishtar. Durante as noites de lua cheia, alegres celebrações aconteciam em seus templos. Nestes ritos as mulheres eram sacerdotisas e em seus templos recebiam amantes para expressar a sexualidade como um dom sagrado de Ishtar. Estes ritos permitiam aos humanos que comungassem com a deusa.

Em comemoração a Deusa, na Babilônia, que representava a força da vida e da luz, sendo reverenciada como a deusa da sexualidade e da fecundidade. Seu culto foi proibido pelos hebreus patriarcais e sua figura denegrida pelas Escrituras, passando a ser considerada como “A Mãe das Prostitutas” ou “A Grande Prostituta da Babilônia”.(celebrado dia 22 de abril)
No Japão, festa do casal divino O-Yama-no-kami e Kemo-tama-yori-hine. Invocados para abençoar os casais com harmonia e fertilidade, eram reverenciados com cânticos, oferendas de frutos e encenação do ato sexual.
Cerimônia de Plenteria, em Roma, a lavagem ritualística do templo da deusa Minerva.
Dia da Terra, na Islândia, celebrando a chegada da primavera e homenageando Gerda, a severa deusa da terra congelada pelo inverno, que despertava pelo toque de Freyr, o alegre deus da primavera e da vegetação.


Leia Mais...
3

Meu Predileto

sábado, 16 de junho de 2012.


         
Me mirando assim,
noite afora,
me dizendo que o tempo de ser feliz seria hoje e agora,
é tudo o que sempre quis.
Venha quando quiser,
estamos por um triz,
delícia de mulher.
Se tu imaginasses as delícias com as quais eu ti enlouqueceria,
teu coração na minha fogueira renasceria.
Minha azaléia,
vamos juntos,
fazer um espetáculo,
que nos encante mais que a platéia.
Você é uma guria muito intensa,
me encantou ludicamente,
sem pedir licença.
Quando for para a vida inteira,
a minha levada será à sua maneira.
Perdoe por vezes os meus delírios,
mas,ti ver é para mim um colírio.
Meus beijos famintos,
ti procurarão aonde estiveres,
em qualquer labirinto.
Meus rasantes sobre ti,
de um céu sem lua,
até o orvalho de tuas estações crepitantes,
colibri,
são para nos fazer sorrir.
O teu carinho é o meu caminho,
receba esses beijos e que eles floresçam enquanto festejos,
por essa estação que legitima a nudez de nossos desejos.

Ganhei este lindo poema do meu amigo: Daniel Barthes
Leia Mais...
7

Desespero

terça-feira, 1 de maio de 2012.


Ressalva a dor que migra em teus olhos,
Emergi no peito o desespero numa treva infinda,
Aos seus, verás a ti, acordar como uma órfã esquecida,
Presa ao coma que destina a tua vida.

Quanto amargo e dissabor é o silêncio que o futuro produz!
Na incerteza de uma vida mais justa,
A esperança vive á margem do desespero.

Pairando em meus pensamentos, alados, serpenteados;
Infernalmente, ao ver que o vazio não se é preenchido;
Ao ver que, tantos outros mancham a verdade com falsos sudários...

A cada passo que seus pés não alcançam,
 A cada momento desperdiçado pela dor,
Ver-te em mim que não há,
                                                             Mas esperança, nem sentido. 
                                                                    Nem amor...
 A ti minha resposta é nunca poder possuí-la,
Pois, da vida não obtenho sentido
E nem sinto que nela vivo.
Leia Mais...
2

A Deusa Nêmesis

quinta-feira, 19 de abril de 2012.

(texto e imagem da internet)


Uma das heranças do direito positivo nos faz entender, hoje, a justiça em sua relação com as leis. Os mitos da antiguidade lembram-nos aspectos por vezes já esquecidos.
Também conhecida como A Deusa da Vingança,
Nêmesis, aquela que castigava com severidade todos cuja inteligência encontrava-se perdida pela arrogância e pelo orgulho. Assim como perseguia aqueles que gozavam de uma excessiva felicidade. Conta-se que a deusa ouvia os votos de amor eterno dos amantes e castigava aqueles que não cumpriam suas promessas. Ela puniu o rei Creso da Lídia, porque ele ficara excessivamente orgulhoso devido ao seu poder e pelas suas riquezas. Em certa passagem, castiga Narciso, pois não tinha olhos para ninguém além da própria beleza. Uma das versões do mito conta que a deusa provocou um forte calor e Narciso, buscando se refrescar encontra um rio, ao contemplar sua imagem, apaixonado, mergulha atrás dela e morre
O nome Nêmesis significa: distribuir, dividir, tomar, receber legalmente. Os atributos dessa Deusa eram um ramo de macieira, rédeas, um chicote, uma espada e uma balança.
Como era uma criatura da noite, era responsável pelas Fúrias. As Fúrias eram três deusas vingativas que faziam o transporte das almas dos pecadores mortos para o Tártaro, região em que se aplicavam os castigos no mundo inferior.
Némesis, uma deusa primordial, ou seja, nascida antes da formação do panteão olímpico, era uma executora da justiça. Tão bela e radiante quanto Afrodite, com a diferença de ter asas. As asas que lhe permitiam voar para desempenhar suas tarefas. 
Segundo a mitologia, para fugir das investidas de Zeus, Nêmesis se metamorfoseou em gansa. O Deus se transformou em cisne e a ela seu uniu. Dessa conjunção, Nêmesis pôs um ovo e o escondeu num bosque sagrado. Um pastor o encontrou e o deu à Leda. Guardado num cesto, a seu devido tempo, nasceu Helena, mulher de beleza fabulosa e por quem heróis e reis lutavam, e guerras eram travadas.


Leia Mais...
sábado, 7 de abril de 2012.

“ Salta o coração, bate o peito, mudam-se as cores, chamejam os olhos, desfazem-se os dentes,
Morde-se a língua, arde à cólera, ferve o sangue, fumegam os espíritos; os pés, as mãos,
Os braços, tudo é ira, tudo é fogo, tudo é veneno”

Antônio Vieira.



Leia Mais...
1

Lifehouse

domingo, 18 de março de 2012.

Tudo

Me encontre aqui,
E fale pra mim
Eu quero te sentir
Eu preciso te ouvir
Você é a luz
Que está me guiando para o lugar
Onde encontrarei paz... novamente

Você é a força
Que me faz andar
Você é a esperança
Que me faz confiar
Você é a vida
Para a minha alma
Você é meu propósito
Você é tudo

E como eu poderia ficar aqui com você
E não me comover com você?
Me diga, como isso poderia ficar melhor?

Você acalma as tempestades
E você me dá repouso
Você me segura em suas mãos
Você não vai me deixar cair
Você roubou meu coração
E me deixou sem fôlego
Você vai me receber?
Vai me atrair mais ainda?

E como eu poderia ficar aqui com você
E não me comover com você?
Me diga, como isso poderia ficar melhor?

E como eu poderia ficar aqui com você
E não me comover com você?
Me diga, como isso poderia ficar melhor?

Pois você é tudo que eu quero
Você é tudo que eu preciso
Você é tudo, tudo
Você é tudo que eu quero
Você é tudo que eu preciso
Você é tudo, tudo
Você é tudo que eu quero
Você é tudo que eu preciso
Você é tudo, tudo
Você é tudo que eu quero
Você é tudo que eu preciso
Você é tudo, tudo

E como eu poderia ficar aqui com você
E não me comover com você?
Me diga, como isso poderia ficar melhor?

E como eu poderia ficar aqui com você
E não me comover com você?
Me diga, como isso poderia ficar melhor?

E como eu poderia ficar aqui com você
E não me comover com você?
Me diga, como isso poderia ficar melhor?
Me diga, como isso poderia ficar melhor?
Leia Mais...
4

Antes de partir

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012.

Em meus dias de tristeza febril
Venho a definhar por um novo horizonte
Junto à infelicidade desaguando-se em lágrimas
Sob meus olhos tristes, 
Ao recordar-me de minha vida errante
                                          No sombrio vento, beijando a verdade nua e crua

De meu leito,
Meu descanso eterno
Ouço o som berrante de cada trombeta
Que vêem ecoar sobre os vermes deste mundo infame,
 Que já farta de tudo me desentrego
 Apenas de memórias estou vivendo

Mas não chores por mim se ainda me amas
Como vermes que hão de beijar-me à fronte
Feito Judas, o traidor.

Do mas minha,
Vida dará lugar a outras
Apesar de ainda ser uma utopia
A cada dia que se passa eu morro um pouco mais


Leia Mais...
1

Meu sonho- eu

terça-feira, 31 de janeiro de 2012.



Cavaleiro de armas escuras,
Aonde vais pelas trevas impuras
Com a espada sangrenta na mão?
Por que brilham teus olhos ardentes
E gemidos nos lábios frementes
Vertem fogo do teu coração?

Cavaleiro, quem és? O remorso?
Do corcel te debruças no dorso...
E galopas do vale através...
Oh! Da estrada acordando as poeiras
Não escutas gritar as caveiras
E morder-te o fantasma nos pés?

Onde vais pelas trevas impuras,
Cavaleiro de armas escuras,
Macilento qual morto na tumba?...
Tu escutas... Na longa montanha
Um tropel teu galope acompanha?
E um clamor de vingança retumba?

Cavaleiro, quem és? Que mistério,
Quem te força da morte no império
Pela noite assombrada a vagar?


Shakespeare
Leia Mais...
sexta-feira, 27 de janeiro de 2012.
Um espelho quebrado, nada mais é que um coração partido.
Leia Mais...
4

2 anos

terça-feira, 3 de janeiro de 2012.

É com muita alegria que venho comemorar
Dois anos do meu blog *-*e também venho
Agradecer a todos que me seguem e  me acompanham.
Desejo a todos um ótimo ano novo!
Leia Mais...

Cursores ^^

GIRLSPT.COM - Cursores Animados
 
々 A Dangerous Mind 々 © Copyright 2010 | Template By Mundo Blogger |