Ainda...É um devaneio

domingo, 30 de janeiro de 2011.





Ainda que estejas em outros braços,
Ainda que estes lábios não os sejam meus.
Nos meus sonhos eu posso ver, 
Que a sua boca ainda tem sede da minha.

E no silêncio do entardecer...
O seu corpo prova o meu corpo,
Como ouro se dissolvendo em brasa
Sob o suor de tua pele.
Eu reconheço toda a simetria de tuas mãos
Toda a carícia que te depositas em mim.

Entre risadas e gemidos estridentes,
Ainda vejo-me ébria por ti.
Ao menos se que o tempo cessasse...
Assim, eu desejaria contar pras estrelas
Que meu coração morreria de alegria
Se ao lado eu pudesse ficar.

7 Comentários:

M. disse...

Maldade minha: a dor em ti é mesmo inspiradora...

Um dia deste quero ver a versão feliz...e o que inspira:)

Mila Lopes disse...

Lindo, mesmo sendo triste, está muito lindo!

Bjs

Mila

A.S. disse...

Cada palavra é uma doce caricia...

B.e.i.j.o.s.

AL

Luis Nantes® disse...

Nossa!! Triste isso mas muito gostoso e bem elaborado... Beijos

Aмbзr Ѽ disse...

a pitada de nostalgia do texto ficou perfeita com o tempero sensual. parabens.

http://terza-rima.blogspot.com/

submissa flor de cristal{LB} disse...

Tem um selinho para vc lá no meu blog, tá bom ?

Beijos

flor de cristal{LB} .

Letras que caem disse...

gostei de seu texto, parabens.

Cursores ^^

GIRLSPT.COM - Cursores Animados
 
々 A Dangerous Mind 々 © Copyright 2010 | Template By Mundo Blogger |