A vingança e a noite

terça-feira, 23 de novembro de 2010.
Na frieza da madrugada é que me foges a razão ...
O medo que me cobre no escuro,
O frenesi que bamboleia o meu corpo e a minha cabeça espumeja insandecida,
Afã de um futuro distante...Devorando-me em opulências perigosas...E a procura de uma liberdade da qual não alcançarei.
...A minha cama está intacta.Nela toltamente vazia e em meus lençois eu me despia esperando você. E é nessas noites que me pego chorando e em minha insegurança me amparo; a espera de um lindo sonho viver.
É uma pena que hoje essa flor não desabroche  sem nenhuma esperança. E que pelos pudores da vida naufragou infeliz... Porém, no seu leito de morte
fizeste um pacto com sorte  no qual  voltaste para este mundo vingando-se daquele
“AMOR” que tanto lhe fez sofrer.

6 Comentários:

Mila disse...

...vítima dessa sorte, sofredora por um amor que não deu certo em outra vida, se isso exite eis aqui mais uma vítima...
Belo texto!

bjs

Mila

A.S. disse...

Quando a noite nos envolve com o fascinio do seu manto negro, todas as emoções são mais fortes, todas as angústias e desejos mais insistentes...


Beijos!
AL

*Mi§§ §impatia* disse...

Entendo bem esse seu texto......sou uma "vitima" dessa situação.....
Beijos linda.

Luis Nantes® disse...

Puxa!! Belo isso, viu? Admiro mais e mais a cada post...
Beijos

Arigi Kuwanna disse...

Linda postagem, é... seria a arte imitando a vida ou a vida imitando a arte?
bom, a única coisa que realmente tenho certeza é que poemas são sentimentos em palavras escritas, para não morrerem em nossos lábios...
Bjos se cuida.
Ah, obrigada pela passagem no meu mundo :-)

A.S. disse...

Vim reler-te, rever-te... e deixar um beijo!

AL

Cursores ^^

GIRLSPT.COM - Cursores Animados
 
々 A Dangerous Mind 々 © Copyright 2010 | Template By Mundo Blogger |